DESTAQUES


NOTA DE REPÚDIO: Não às Reformas da Previdência e Administrativa em Fortaleza

11/02/2021

Não foram necessários muitos meses de mandato para que o prefeito Sarto mostrasse de fato a que veio e sua forma ditatorial de governar, ao enviar, nesta quarta feira, 10/02, três mensagens à Câmara Municipal que atacam diretamente a vida e a sobrevivência dos servidores públicos municipais de Fortaleza.

Uma delas cria condições concretas para a implantação da Reforma da Previdência e retirará definitivamente o nosso direito à aposentadoria, nos fadando ao trabalho eterno. As outras duas mensagens, barradas pela pressão exercida pelo SINDIUTE junto aos vereadores daquela Casa Legislativa, mas que retirava direitos adquiridos como a Licença-Prêmio e o Anuênio, era uma mistura leviana que buscava antecipar a Reforma Administrativa, antes mesmo do famigerado governo Bolsonaro implantar mais esse ataque em nível nacional.

A proposta apresentada pelo Executivo, sem qualquer diálogo com as categorias de servidores, representa um verdadeiro retrocesso e tem o objetivo de atacar os servidores públicos, cortar direitos e desestruturar os serviços públicos.

É LAMENTÁVEL a falta de compromisso do prefeito Sarto com a população mais necessitada de Fortaleza, que depende de serviços públicos abrangentes e com qualidade. Ademais, nesse momento de Pandemia ficou ainda mais evidente a necessidade de o Estado valorizar os servidores, dos quais, muitos, nas mais diversas áreas, estão na linha de frente ao combate ao Coronavírus, trabalhando para oferecer um serviço de qualidade para a sociedade, e não propor um ataque aos mesmos.

Vamos nos manter mobilizados, unidos e firmes na luta em defesa dos serviços públicos e dos servidores. Existem inúmeras prioridades e necessidades na cidade de Fortaleza que deveriam estar no escopo da administração pública, mas ao que parece a intenção desse governo é a de aumentar ainda mais o sofrimento daqueles que mais carecem da presença do Poder Público na figura de serviços essenciais à sua sobrevivência.


Mais notícias...

Compartilhar com:

0 Comentários

Deixe o seu comentário!




SINDIUTE nas redes sociais