DESTAQUES


MOÇÃO DE REPÚDIO ÀS MENTIRAS (FAKE NEWS) E DIFAMAÇÕES PROPALADAS CONTRA A EDUCAÇÃO INFANTIL DE FORTALEZA/CE

06/09/2019

As eleições de 2018 ainda não acabaram para muita gente em nosso país. Os últimos dias foram prova disso para a população de Fortaleza, que se viu no meio das mesmas mentiras que inundaram nosso país nas últimas eleições. Circula nas redes sociais dos cearenses, e em especial dos moradores de Fortaleza, vídeos com acusações de que a Secretaria Municipal de Educação da capital cearense estaria distribuindo uma cartilha com orientações sobre sexualidade infantil, com o objetivo de que os/as educadores/as de Fortaleza ensinem maldades e imoralidades aos seus estudantes.

O mesmo modus operandi que se viu na divulgação em massa de notícias falsas (fake news) nas últimas eleições no Brasil, percebe-se, agora, em dois vídeos mentirosos que estão circulando nas redes sociais dos cearenses: um primeiro vídeo é o da jornalista carioca Regina Villela, candidata à deputada federal pelo Ceará nas últimas eleições, pelo Partido Social Liberal (PSL), o mesmo do atual presidente Bolsonaro. O outro é o do deputado estadual André Fernandes, também do Ceará e do partido oficial do atual governo federal. Ambos os vídeos têm falas entusiasmadas, eufóricas e contrárias a um material que estaria sendo distribuído aos/às educadores/as do ensino infantil do município de Fortaleza, destruindo a infância das crianças fortalezenses com imoralidades e até, nas palavras do Deputado André Fernandes, incentivo à práticas de pedofilia.

Essa duas figuras, tanto a jornalista carioca, que não conseguiu nem 3 mil votos para sua eleição, quanto o atual deputado estadual, que foi recentemente deposto e destituído da presidência municipal do seu partido em Fortaleza, são figuras úteis muito usadas na propagação desse tipo de ação. Por detrás desse discurso raivoso e supostamente moralista, conhecemos bem o que se esconde: maldades e mentiras para enganar o povo. E para além disso, essas falas não respeitam os/as profissionais de educação contratados/as pela prefeitura para atender as crianças de Fortaleza, profissionais altamente qualificados para exercerem a profissão de educador/a. Nenhuma professora ou professor da rede municipal de ensino de Fortaleza fará mal às crianças. O que faz mal às crianças e, como de resto a toda sociedade, são as mentiras contadas e divulgadas por essas duas figuras menores da política local cearense.

Exigimos respeito aos educadores e educadoras de Fortaleza! Eles/as são cientes que sua formação acadêmica usada como prerrogativa para o exercício de sua profissão é calcada em estudos e pesquisas científicas sérias, e não em discursos vazios e escandalosos que só se prestam a enganar o povo. Esse povo não têm a menor responsabilidade e chegam ao cúmulo de acusar que a educação infantil do município estaria incentivando a pedofilia. Esse deputado estadual deve ser interpelado judicialmente para responder a essas graves acusações!
Os/as educadores/as de todo o país repudiam essas duas figuras (Regina Villela e André Fernandes) que insistem no método da mentira e do desrespeito! Merecem a lata do lixo da História e os devidos processos judiciais legais! Trata-se, ao fim e ao cabo, de mais um ataque à educação pública e seus/uas educadores/as!

Brasília, 03 de setembro de 2019
Direção Executiva da CNTE

Veja documento oficial aqui


Mais notícias...

Compartilhar com:

0 Comentários

Deixe o seu comentário!