DESTAQUES


NOTA DE REPÚDIO AO VEREADOR CARMELO NETO

19/02/2021

Manifestamos publicamente nosso repúdio ao vereador Carmelo Neto (Republicanos) que na sessão da Câmara Municipal de Fortaleza (CMFor) ocorrida dia 17/02/21, atacou de forma gratuita e leviana a dirigente do Sindiute, Ana Cristina Guilherme, e os servidores que protestavam em frente da Câmara contra a reforma da Previdência do prefeito Sarto Nogueira (PDT). A reforma retira direitos da categoria.

Não contente em usar o seu tempo na tribuna da CMFor para ataques ao movimento sindical, Carmelo Neto ainda usou suas redes sociais para divulgar o referido ataque em uma tentativa barata de se promover às custas do movimento sindical. Como vereador, ele é regiamente pago para discutir temas sérios e relevantes e não para transformar a Câmara em circo.

Em sua fala, o vereador bolsonarista exibiu uma foto da sindicalista e afirmou, como se isso fosse algum crime, que a mesma é filiada ao PT desde 2007. Também atacou sindicalistas dizendo que os mesmos não estão preocupados com os servidores públicos.

Logo ele, um dos 31 vereadores que dia 10/02/21 votou a favor da reforma da Previdência do prefeito Sarto, a quem diz ser oposição. Carmelo votou contra os servidores municipais, retirando direitos relativos a aposentadoria.

Acostumado a mentir e divulgar fake news em redes sociais quando era candidato, parece que, como vereador, ele pretende continuar com o mesmo tipo de prática.

Apoiador declarado de Bolsonaro e filiado ao Republicanos, partido com diversos casos de corrupção e que abriga integrantes como o ex-prefeito do Rio de Janeiro, Marcelo Crivella, e o senador Flávio “rachadinhas” Bolsonaro, o vereador deveria ter o mínimo de honestidade ao atacar a filiação partidária alheia e se preocupar mais com a sua. Carmelo, inclusive, já começa seu mandato com as contas de campanha desaprovadas pela Justiça Eleitoral. Péssimo sinal.

Diante de tudo isso, exigimos que o vereador respeite quem está há muitos anos na luta em defesa dos educadores e dos servidores públicos e quem trabalha diariamente para pagar seu salário e seus privilégios como parlamentar.

Toda solidariedade a educadora e sindicalista Ana Cristina Guilherme. Não à reforma da Previdência. Fora Bolsonaro e bolsonaristas genocidas!


Mais notícias...

Compartilhar com:

0 Comentários

Deixe o seu comentário!




SINDIUTE nas redes sociais